top of page
  • Foto do escritorRedação Bode Fatos

Pedro Cunha Lima no JPB: confira erros e acertos de candidato

Atualizado: 14 de set. de 2022


Equipe Bode Fatos: Gerson Souza Cruz, Giovana Monteiro, João Pedro Carvalho e Wendell Paiva/ Edição: Ítalo Rômany

Equipe Jornal da Paraíba: Dani Fechine


Essa checagem foi atualizada às 21h30


Pedro Cunha Lima, candidato ao governo da Paraíba pelo PSDB, foi sabatinado nesta terça-feira (12) no JPB 1, da Rede Paraíba de Comunicação. Durante a entrevista, o tucano citou dados sobre a educação na Paraíba, orçamentos estadual e federal e despesas parlamentares.


A equipe da Bode Fatos, em parceria com a equipe do Jornal da Paraíba*, apurou e encontrou erros em algumas informações. Confira abaixo as frases que foram checadas:



"O orçamento da Assembleia, R$ 339 milhões, orçamento este maior que o orçamento da Universidade Estadual da Paraíba”

Pedro Cunha Lima, candidato do PSDB ao governo da Paraíba, durante sabatina realizada pela TV Cabo Branco, em 13 de setembro de 2022


A INFORMAÇÃO É VERDADEIRA


Conforme o orçamento de 2022 (página 2), o total disponibilizado para a Assembleia Legislativa da Paraíba é de R$ 339 milhões.


Além disso, segundo o Quadro de Detalhamento da Despesa produzido pela Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (SEPLAG), o orçamento da Universidade Estadual da Paraíba para este ano é de R$ 327 milhões (pág 183), valor menor que o orçamento da Assembleia Legislativa, que é de R$ 339,1 milhões (pág 02).



"Foi nessa presidência que aprovamos o novo Fundeb"

Pedro Cunha Lima, candidato do PSDB ao governo da Paraíba, durante sabatina realizada pela TV Cabo Branco, em 13 de setembro de 2022


A INFORMAÇÃO É VERDADEIRA


Pedro Cunha Lima era presidente da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados quando o Congresso votou a aprovação do Novo Fundo de Desenvolvimento e Valorização dos Profissionais de Educação (Fundeb).



"Segundo o Ranking dos Políticos, no ano de 2018, ficamos em primeiro lugar"

Pedro Cunha Lima, candidato do PSDB ao governo da Paraíba, durante sabatina realizada pela TV Cabo Branco, em 13 de setembro de 2022


A INFORMAÇÃO É VERDADEIRA


Em 2018, a ONG Ranking dos Políticos considerou Pedro Cunha Lima como o melhor parlamentar no Brasil. A organização faz a avaliação dos representantes levando em consideração critérios como presença em sessões, processos judiciais, privilégios, qualidade legislativa, formação, entre outros. O deputado aparece, no momento, em 20º lugar no país.


—--


"Primeiro ano de mandato de deputado federal já não aceitei ficar com auxílio moradia"

Pedro Cunha Lima, candidato do PSDB ao governo da Paraíba, durante sabatina realizada pela TV Cabo Branco, em 13 de setembro de 2022


TEM UM PORÉM


Pedro Cunha Lima assumiu o cargo de Deputado Federal em 2015. Neste primeiro ano e também em 2016 e 2017, conforme os dados apresentados no site da Câmara Federal, o candidato ao governo da Paraíba não recebeu o auxílio-moradia.


Mas tem um porém. Nos anos de 2018, 2019, 2020, 2021 e 2022 (até julho), Pedro Cunha Lima recebeu os valores do benefício. Foram pagos R$ 51.036,00 em 2018, R$ 51.036,00 em 2019, R$ 51.036,00 em 2020, R$ 34.307,52 em 2021 e R$ R$ 17.295,53 em 2022.


Por WhatsApp, a assessoria de imprensa do candidato informou que, desde o primeiro ano de mandato, o deputado federal Pedro Cunha Lima recusou o recebimento do auxílio-moradia. "A partir de 2018, ao invés de devolver o dinheiro para a Câmara Federal, ele passou a fazer o repasse para instituições sociais de todo Estado, entre elas APAE, Rede Feminina de Combate ao Câncer, entre outras", diz a nota. Uma lista foi enviada pela assessoria, e pode ser acessada aqui.



“Meu celular quem paga a conta sou eu. [...] Eu poderia colocar o povo pra pagar meu celular”

Pedro Cunha Lima, candidato do PSDB ao governo da Paraíba, durante sabatina realizada pela TV Cabo Branco, em 13 de setembro de 2022


TEM UM PORÉM


Pedro deixa de mencionar em sua fala que utilizou recursos da cota parlamentar para gastos com celular funcional nos anos 2016, 2017, 2018 e 2019. A partir de 2020, o deputado não passa mais a utilizar esses recursos.


Por isso, o Jornal da Paraíba, juntamente com a equipe da Bode Fatos, mudou a etiqueta de “Falso” para “Tem um porém”. A informação foi corrigida às 21h30.


Segue abaixo o detalhamento das cotas parlamentares conforme o site da Câmara Federal: (aquilo que já tem lá, que é só uma informação de valores)


Em 2015, as despesas com telefonia foram de R$ 5.286,32, mas apenas com ramais (telefone institucionais) e imóveis funcionais.


Em 2016, Pedro Cunha Lima gastou R$ 4.049,05 com telefonia. Dessa vez, com telefones institucionais, mas também com o celular funcional do deputado.


Em 2017, os gastos com telefonia ficaram na ordem de R$ 3.611,23, também com telefones institucionais e celular funcional do então deputado.


Em 2018, os gastos diminuíram para R$ 2.167,88, mas mantendo as despesas com celular funcional e telefones institucionais.


Em 2019, as despesas com telefonia foram de R$ 692,43, com celular funcional e telefones institucionais.


Em 2020, 2021 e 2022 as despesas voltaram a ser apenas institucionais, ficando na ordem de R$39,10, R$ 65,40 e R$14,39, respectivamente.


A reportagem entrou em contato com a assessoria do candidato e aguarda uma resposta sobre o assunto.



"O orçamento do governo do estado [da Paraíba] é de pouco mais de R$ 15 bilhões"

Pedro Cunha Lima, candidato do PSDB ao governo da Paraíba, durante sabatina realizada pela TV Cabo Branco, em 13 de setembro de 2022


A INFORMAÇÃO É VERDADEIRA


A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o exercício financeiro do governo em 2023 prevê um orçamento de R$ 15,3 bilhões. O dado foi utilizado pelo candidato para fazer uma proporção entre o orçamento total e a previsão do gasto total de R$ 11 bilhões com saneamento básico.




“Não admito [que] em 2022 tenha metade da população sem acesso à água, sem tratamento”

Pedro Cunha Lima, candidato do PSDB ao governo da Paraíba, durante sabatina realizada pela TV Cabo Branco, em 13 de setembro de 2022


A INFORMAÇÃO É VERDADEIRA


Um levantamento do Instituto Trata Brasil (página 31), publicado em julho de 2021, apresentou que 57,1% das famílias paraibanas não possuem acesso à rede de abastecimento de água. Em relação ao acesso à rede de coleta de esgoto, o percentual chega a 55,2%.


---


Tem dúvidas sobre nossa metodologia? Clique aqui. Você pode conferir o passo a passo da checagem e entender nossas etiquetas.


*A parceria com o Jornal da Paraíba se deu unicamente por meio da checagem produzida em conjunto com as equipes, sem nenhuma relação comercial.


42 visualizações

コメント


bottom of page