top of page
  • Foto do escritorRedação Bode Fatos

Sabatina TV Cabo Branco: João erra ao afirmar que não foi citado em delação da Operação Calvário


Foto: Felipe Lima/TV Cabo Branco

Equipe Bode Fatos: Gerson Souza Cruz, Giovana Monteiro, João Pedro Carvalho e Wendell Paiva/ Edição: Ítalo Rômany

Equipe Jornal da Paraíba: Dani Fechine


O governador João Azevêdo, candidato à reeleição ao governo da Paraíba pelo PSB, foi sabatinado nesta segunda-feira (12) no JPB 1, da Rede Paraíba de Comunicação. Durante a entrevista, Azevêdo citou dados sobre a gestão na pandemia da covid-19, a exemplo de investimentos na educação e na saúde nesse período. E ainda se defendeu, ao afirmar que não foi citado em delação da Operação Calvário.


A equipe da Bode Fatos, em parceria com a equipe do Jornal da Paraíba*, apurou e encontrou erros em algumas informações. Confira abaixo as frases que foram checadas:


"Na saúde [...] reconhecidamente pelo Ipea, tivemos nota 10 no enfrentamento da Covid"

João Azevêdo, candidato do PSB ao governo da Paraíba, durante sabatina realizada pela TV Cabo Branco, em 12 de setembro de 2022


A INFORMAÇÃO É VERDADEIRA


Considerando a avaliação do trabalho dos arranjos institucionais para o enfrentamento da covid-19 nos governos estaduais, a Paraíba recebeu a nota 10 como indicador. O levantamento foi produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) - [página 26]. Os cálculos para a soma das avaliações foram distribuídos em: Tempestividade, escopo abrangente e preciso, participação de especialistas, interdisciplinaridade, transparência, influência e medidas não científicas. Os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo também receberam nota 10.


---


“Nós estamos implantando através do projeto chamado Amar, interligando todos os hospitais, onde o prontuário será eletrônico, onde o prontuário de um cidadão aqui de João Pessoa ficará disponível para qualquer região do Estado”

João Azevêdo, candidato do PSB ao governo da Paraíba, durante sabatina realizada pela TV Cabo Branco, em 12 de setembro de 2022


A INFORMAÇÃO É VERDADEIRA


Em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento, desde 2020, o governo da Paraíba investe no Projeto Aprimoramento do Modelo de Atenção na Rede de Saúde (Amar), que tem como foco a informatização da saúde, com a implantação do prontuário eletrônico dos pacientes nas unidades estaduais e de Atenção Primária.



"Vacinação que estamos fazendo hoje a campanha [contra a covid], e que a Paraíba [tem] o maior percentual acima da média nacional"

João Azevêdo, candidato do PSB ao governo da Paraíba, durante sabatina realizada pela TV Cabo Branco, em 12 de setembro de 2022


A INFORMAÇÃO NÃO É BEM ASSIM


De acordo com os dados do Consórcio de Veículos de Imprensa, a partir de informações das secretarias estaduais de saúde, se levarmos em consideração o esquema vacinal completo, isto é, a aplicação das primeira e segunda doses, a afirmação de João Azevêdo é falsa.


Conforme os dados do Consórcio, o Brasil tem 79,26% da população total vacinada com a segunda dose ou dose única, enquanto que a Paraíba apresenta um percentual mais abaixo, de 64,44%.


No entanto, a informação não é bem assim. Se considerarmos a aplicação também da dose de reforço, uma complementação do esquema vacinal, a Paraíba aparece acima da média nacional, com 50,87% da população imunizada, enquanto que o Brasil apresenta um média de 47,93%.


De acordo com a assessoria do candidato:


“A Secretaria Estadual de Saúde segue à risca o plano nacional de imunização, que considerou a aplicação das doses de reforço como etapas fundamentais para o esquema vacinal da população contra a Covid. Portanto, na Paraíba, se contabilizam as doses de reforço para garantir a vacinação completa. Sendo assim, a Paraíba está, de fato, acima da média nacional no esquema vacinal completo. Importante ressaltar que esta orientação partiu do Ministério da Saúde, à medida em que ficava comprovada a eficiência das vacinas na redução dos casos mais graves da Covid e, consequentemente, do número de mortes.”


—-


"Recebemos um prêmio nacional pelo projeto da educação, Paraíba Educa, durante a pandemia"

João Azevêdo, candidato do PSB ao governo da Paraíba, durante sabatina realizada pela TV Cabo Branco, em 12 de setembro de 2022


A INFORMAÇÃO É VERDADEIRA


Em 2021, a Paraíba venceu a edição 2021 do prêmio Excelência em Competitividade na categoria Destaque Boas Práticas, com o programa Paraíba Educa. Também foram premiados os programas Gestão Penitenciária – GESPEN (MA) e Programa Parcerias Municipais (SP).



"O ensino na Paraíba teve o maior crescimento do Ideb desde a sua criação"

João Azevêdo, candidato do PSB ao governo da Paraíba, durante sabatina realizada pela TV Cabo Branco, em 12 de setembro de 2022


A INFORMAÇÃO NÃO É BEM ASSIM


O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) foi criado em 2007. Desde então, o Ideb da Paraíba, considerando a rede estadual de ensino, apresentou crescimento, sendo, em 2019, a maior nota observada entre os anos anteriores. No entanto, falando em crescimento, não é possível afirmar que o maior avanço aconteceu em 2019. Isso porque de 2005 para 2007, nos anos iniciais do ensino fundamental, a nota no Ideb cresceu 0,5 pontos. Enquanto que de 2017 para 2019 o aumento foi de 0,2 pontos. Nos anos finais do ensino fundamental e no ensino médio, o maior crescimento, de fato, foi em 2019.


De acordo com a assessoria do candidato:


“O crescimento médio dos resultados do Ideb das três últimas séries em 2019 foi de 10,69% se comparado com 2017. No período anterior a 2017, observa-se um crescimento linear, sem avanços significativos. Em relação ao quinto ano do ensino fundamental, o crescimento de 2019 em relação a 2017 foi de 4,2%. No que diz respeito ao nono ano do ensino fundamental, o percentual foi de 11,7% e no último ano do ensino médio o aumento comparando com 2017 foi de 16% em 2019. Portanto, apenas no primeiro ano sua gestão, o governador João Azevêdo imprimiu um ritmo de evolução permanente na Educação do Estado. Apesar da pandemia em 2020, o plano educacional foi adaptado para as condições sanitárias, oferecendo condições de ensino com distribuição de chips, notebook e canais em emissoras para manter a regularidade das aulas. Esta gestão recebeu o prêmio de melhor Educação a Distância do Brasil durante a pandemia.”



"260 mil chips que nós distribuímos para os alunos"

João Azevêdo, candidato do PSB ao governo da Paraíba, durante sabatina realizada pela TV Cabo Branco, em 12 de setembro de 2022


A INFORMAÇÃO É VERDADEIRA


A Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia (SEECT) contratou operadoras de telefonia móvel para distribuição dos chips e gestão do serviço de internet. Ao todo, foram adquiridos mais de 260 mil chips, o que representa um investimento de quase R$ 14 milhões.



"[Distribuímos] 17 mil notebooks para professores"

João Azevêdo, candidato do PSB ao governo da Paraíba, durante sabatina realizada pela TV Cabo Branco, em 12 de setembro de 2022


A INFORMAÇÃO É VERDADEIRA


Em 2021, o então governador João Azevêdo lançou o Programa 'Paulo Freire - Conectando Saberes', com investimentos de aproximadamente R$ 50 milhões e entrega de notebooks para professores das 14 Gerências Regionais de Educação, e não para alunos. De fato, são cerca de 17 mil notebooks. Além disso, dez mil já foram entregues em maio de 2022. Os demais, conforme a Secretaria de Estado da Educação, serão entregues na segunda fase para os professores que aderiram ao Programa na segunda chamada. Os equipamentos que serão entregues neste segundo momento já estão em fase de aquisição.


—-


“Nós implantamos aqui no Hospital de Trauma de João Pessoa um tomógrafo de 128 canais”

João Azevêdo, candidato do PSB ao governo da Paraíba, durante sabatina realizada pela TV Cabo Branco, em 12 de setembro de 2022


A INFORMAÇÃO É VERDADEIRA


Segundo informações do governo do estado, o Hospital de Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, recebeu um novo tomógrafo de 120 canais, investimentos do programa “Opera Paraíba”.


"Eu tenho muita tranquilidade para falar sobre a Operação Calvário. Não fui citado como tendo recebido recurso de qualquer coisa"

João Azevêdo, candidato do PSB ao governo da Paraíba, durante sabatina realizada pela TV Cabo Branco, em 12 de setembro de 2022


A INFORMAÇÃO É FALSA


No dia 13 de janeiro de 2020, o Metrópole Estadão divulgou um novo vídeo da declaração premiada da ex-secretária de Finanças do Estado da Paraíba, Livânia Farias. Ela revelou que propinas pagas pela Cruz Vermelha do Brasil ajudaram a custear as despesas de João Azevêdo no período em que ele se afastou da Secretaria de Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente para concorrer às eleições estaduais em 2018.


No vídeo, Livânia diz: "Ele [João Azevêdo] ia andar o estado todo [em campanha] e, como não era secretário e não tinha salário, teria que se fazer com que ele se sustentasse”. Livânia revelou ainda que ficou acertado com o ex-governador Ricardo Coutinho que o dinheiro repassado a João Azevêdo seria de R$ 120 mil. “Passaram-se alguns dias, encontrei com João e disse que o problema dele já tinha sido resolvido. Aí ele disse: então você fala com Deusdete Queiroga, que era secretário executivo e passou a ser secretário quando João saiu [para campanha]", diz a ex-secretária.


Segundo Livânia Farias, a entrega do dinheiro a Deusdete Queiroga era feita por Leandro Nunes, ex-assessor da secretaria de administração do estado.


De acordo com a assessoria do candidato:


“Em relação à Operação Calvário, é importante reforçar que no processo não há citação do governador João Azevedo, que seja resultante de qualquer investigação por parte dos órgãos de controle e fiscalização. A Operação cita a delação premiada de uma ex-secretária, que se beneficiou do instrumento para redução de pena. Outro ponto que deve ser esclarecido é que, mesmo com a delação, apesar de toda investigação nada ficou comprovado envolvendo o governador João Azevedo, nem mesmo os “repasses” citados pela ex-secretária. Portanto, a única citação existente é fruto de uma delação e que não ganhou sustentação em toda a investigação concreta.”


—-


Tem dúvidas sobre nossa metodologia? Clique aqui. Você pode conferir o passo a passo da checagem e entender nossas etiquetas.

*A parceria com o Jornal da Paraíba se deu unicamente por meio da checagem produzida em conjunto com as equipes, sem nenhuma relação comercial.


bottom of page