top of page
  • Foto do escritorRedação Bode Fatos

João Azevêdo erra ao afirmar que PB gera saldo positivo de emprego todos os meses

Atualizado: 6 de set. de 2022



Texto de Giovana Monteiro, João Pedro Carvalho e Wendell Paiva

Edição de Ítalo Rômany


João Azevêdo (PSB) participou na segunda-feira (29) de uma sabatina promovida pela TV Tambaú, no programa O Povo na TV. Durante a entrevista, Azevêdo citou dados sobre o programa Tá na Mesa, ressaltou números sobre investimentos na educação e errou informações sobre geração de empregos no estado. Confira abaixo a checagem produzida pela equipe da Bode Fatos:


"Mais do que dobramos o número de restaurantes populares aqui no estado"

João Azevêdo, candidato do PSB ao governo da Paraíba, durante sabatina na TV Tambaú, em 29 de agosto de 2022


A INFORMAÇÃO É VERDADEIRA


João Azevêdo inaugurou seis dos dez restaurantes populares existentes no estado: Sousa (2020), Cajazeiras (2021), Guarabira (2021), Pombal (2022), São Bento (2022) e Monteiro (2022). Os restaurantes populares de Patos (2010), Campina Grande (2011), Santa Rita (2011) e o de João Pessoa (2012) foram inaugurados antes da gestão de Azevêdo.



"Nós estamos hoje em 147 municípios do estado da Paraíba [Programa Tá na Mesa]"

João Azevêdo, candidato do PSB ao governo da Paraíba, durante sabatina na TV Tambaú, em 29 de agosto de 2022


A INFORMAÇÃO É VERDADEIRA


O número de municípios beneficiados pelo Programa “Tá na Mesa” chega a 147. As cidades são contempladas com refeições diárias ao preço de R$1,00.


—-


“A empresa que ganhou [...] acho que com R$ 6,00 [licitação preço médio - programa Tá na Mesa]”

João Azevêdo, candidato do PSB ao governo da Paraíba, durante sabatina na TV Tambaú, em 29 de agosto de 2022


A INFORMAÇÃO NÃO É BEM ASSIM


No edital lançado pelo governo do Estado, o valor de referência para apresentação de propostas com melhores preços para o programa Tá na Mesa é de R$8,00, por refeição do tipo quentinha. Na primeira lista dos restaurantes selecionados pelo projeto, o valor médio da refeição variava. Em Bayeux e em Cabedelo, por exemplo, as empresas classificadas ganharam a convocatória com o valor de R$ 6,00. Por outro lado, em São José das Piranhas, Remígio, Pocinhos, o valor médio foi de R$ 8,00.




"Nós estabelecemos critério de número de refeições fornecidas diariamente em função da população [Programa Tá na Mesa]"

João Azevêdo, candidato do PSB ao governo da Paraíba, durante sabatina na TV Tambaú, em 29 de agosto de 2022


A INFORMAÇÃO É VERDADEIRA


Segundo edital do programa Tá na Mesa de 2021, o objetivo era atender os segmentos mais vulneráveis da população em 83 municípios onde não havia restaurantes populares, na época da pandemia da covid-19. Diz o governo: "O programa visa melhorar as condições nutricionais das famílias em condição de pobreza, dos trabalhadores informais e da população em situação de vulnerabilidade social de insegurança alimentar".


O edital inicial previa o fornecimento de 250 alimentações diárias para 54 municípios que possuíam entre 10 mil e 20 mil habitantes; e de 400 alimentações diárias em 29 municípios com população acima de 20 mil habitantes.


De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Humano, a ação se tornou um programa permanente em virtude da iniciativa implantada em caráter emergencial em maio de 2021 para atender pessoas em situação de vulnerabilidade social e comércios locais afetados pela pandemia da Covid-19.



"Nós temos na Paraíba 640 escolas"

João Azevêdo, candidato do PSB ao governo da Paraíba, durante sabatina na TV Tambaú, em 29 de agosto de 2022


A INFORMAÇÃO É VERDADEIRA


Dados do Censo Escolar da Educação Básica da Paraíba de 2021 mostram que a Paraíba possui ao todo 4.744 escolas de educação básica (página 50). Desse total, 13,6% são da rede estadual, o que representa, em média, 645 instituições de ensino.



"Nós fizemos um concurso [...] chamamos dois mil professores novos"

João Azevêdo, candidato do PSB ao governo da Paraíba, durante sabatina na TV Tambaú, em 29 de agosto de 2022


TEM UM PORÉM


A Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia abriu edital em 2019 para realização de concurso público para professores. Desse certame, o governo chamou dois mil profissionais.


Importante mencionar que, durante a campanha de 2018, o candidato prometeu fazer concurso para quatro mil professores, mil por ano. Durante a sabatina, João Azevêdo informou que, devido à pandemia da covid-19, não foi possível cumprir a promessa.


—-


"Todos os meses nós conseguimos gerar emprego, saldo positivo de emprego"

João Azevêdo, candidato do PSB ao governo da Paraíba, durante sabatina na TV Tambaú, em 29 de agosto de 2022


A INFORMAÇÃO É FALSA


João Azevêdo voltou a repetir a informação de que a Paraíba gera saldo positivo de empregos todos os meses. O dado já havia sido mencionado pelo candidato na sabatina da TV Correio.


Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostram que a Paraíba apresentou saldo negativo na geração de empregos formais em diversos meses.

Em 2022, o estado apresentou saldo negativo nos meses janeiro (-1.696) e fevereiro (-1.293). A partir de março, há saldos positivos (gerando mais empregos formais que desligamentos).


Em resposta, a assessoria do candidato afirmou que o saldo do Caged acumulado no ano (janeiro-junho) foi de 6.747 no ano de 2022. "Temos, assim, um cenário com uma média mensal de janeiro a junho de 1.124,5 empregos/mês com carteira assinada", diz.


A assessoria reforça que o saldo nos últimos 12 meses do Caged na Paraíba foi de 34.524 empregos gerados com carteira assinada. "São dados extraordinários em relação à recuperação de empregos com carteira assinada na Paraíba".


A nota segue: "Vale destacar que, no Caged, é comum nos dois primeiros meses dos anos, ofertar menos emprego devido à sazonalidade do mercado. No caso da Paraíba, esse fenômeno é acentuado em decorrência da entressafra do cultivo da cana de açúcar. Ainda assim, se comparado ao mesmo período do ano anterior, o saldo negativo é menor. Ou seja, trata-se de um comportamento comum no cenário regional nordestino. Por fim, é importante ressaltar que, em 2021, foi registrado o maior saldo dos últimos 25 anos e as previsões para 2022 são ainda melhores."


---


Tem dúvidas sobre nossa metodologia? Clique aqui. Você pode conferir o passo a passo da checagem e entender nossas etiquetas.


Comments


bottom of page